.Coisas Novas

. Ai os meus pés...!

. UPS...

. Zezé...nosso amigo!

. Yeah, right!

. A 1000 à hora!

. Desafio!

. Dança comigo...

. Cá estou eu...

. Ciclo Vicioso

. Hum, saudades...

.Coisas d'ontem

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

Terça-feira, 26 de Setembro de 2006

Ciclo Vicioso

Eu cá já acreditei em tantas coisas que me disseram, já me deixei levar por tantas coisas em que queria [demasiado] acreditar que agora estou assim...um pouco céptica, a achar que não devo acreditar que pode acontecer o que eu meti na cabeça.

Como me posso aproximar de alguém se não tenho a certeza da existência daquele "feedback" certo?! Não consigo... Só se me der a louca e fizer tudo mesmo aquilo em que não acredito.

Sou controladinha.Já me disseram, mas não pareço, eu sei! Por vezes devia "soltar a franga", como dizem por aí, mas solto muitas vezes nas coisas "erradas" e quero com isto dizer que não são erradas porque não deveria tê-las feito, mas sim porque são as mais fáceis e aquelas em que sei que não vou encontrar tantos obstáculos para conseguir qualquer coisa. É errado não é?! Eu cá acho que sim.

Tenho um terror enorme de levar um não, de me envergonhar com uma "tampa" e por isso, muitas vezes, fico na minha à espera que a pessoa que quero dê conta que eu estou ali e que, por acaso, até estou interessada. Escusado será dizer que raramente isso acontece porque todos temos inseguranças e ninguém está muito disposto a arriscar quando a outra parte não dá qualquer ajudinha...

Bem sei. Sei a teoria toda mas não a ponho em prática. Sei o que faço mal e, na maioria das vezes, até sei onde erro, mas não mudo...parece que estou aqui bloqueada, sem saber como avançar...

Sou muito impulsiva. Quando me decido quero agora, já e pronto... mas não faço muito por isso por causa do terror da tal tampa...E é isso...estou no meio de um ciclo vicioso em que se quer e não se faz porque se tem medo de ter querido de mais...humm

 

 

Beijinhos a quem me visita! ;)

 

 

Sinto-me: Introspectiva

publicado por Carol às 15:38

link do post | comentar | favorito
|

5 comentários:
De Darksidemoon a 27 de Setembro de 2006 às 13:02
Olá, vim retribuir a tua visitinha e ficou supresa, a esta hora não tenho muito tempo para ler mas logo voltarei cá com mais tempo para ver os outros teus blogs. Mas li este post e fiquei impressionada porque me sinto assim mesma... e colocaste tão bem em palavras...

Obrigado e beijinhos ***


De viciodeti a 27 de Setembro de 2006 às 13:46
Olá Carol, antes de mais agradeço a tua visita ao meu cantinho do vicio...gostei muito deo que li neste teu post...é uma realidade de muitos de nós...no entanto esse teu medo de errar faz parte da nossa natureza...eu sou da opinião de que aprendemos com os nossos erros, tiramos sempre deles uma lição...o medo...pois...é normal termos medo quando nos aproximamos do desconhecido e não sabemos muito bem o que esperar do outro lado...eu acho é que quando queremos muito uma coisa ou alguém só temos mesmo que ir à luta nem que para isso tenhamos que levar a tão referida "tampa"...um beijinho viciante...


De viciodeti a 27 de Setembro de 2006 às 13:47
Olá Carol, antes de mais agradeço a tua visita ao meu cantinho do vicio...gostei muito deo que li neste teu post...é uma realidade de muitos de nós...no entanto esse teu medo de errar faz parte da nossa natureza...eu sou da opinião de que aprendemos com os nossos erros, tiramos sempre deles uma lição...o medo...pois...é normal termos medo quando nos aproximamos do desconhecido e não sabemos muito bem o que esperar do outro lado...eu acho é que quando queremos muito uma coisa ou alguém só temos mesmo que ir à luta nem que para isso tenhamos que levar a tão referida "tampa"...um beijinho viciante...


De Paty a.k.a Wildflower a 27 de Setembro de 2006 às 16:19
Ai ai ai...linda! Pois conheço bem o género!
Não posso ser te gd ajuda...a impulsividade e o querer a força não me ajudaram nada! Mesmo nada...
O problema é o ficar à espera...
Alguém uma vez disse me que no amor era mais ou menos como ter areia na mão...se abrires demais vai-se, de menos tb se escapa tudo....o remedio é o meio termo e verás que conseguirás ter um pedaço de areia durante muito tempo na mão...
Faz sentido??!! Hmmm...
Não sei...
Beijus gds


De Angel a 27 de Setembro de 2006 às 16:55
Quem sou eu para dizer seja o que for, mas como sou do género de opinar sempre, cá vai :)
Compreendo muito bem o que sentes, porque eu também sou assim. Sempre tive um medo terrível da rejeição, o que talvez tenha contribuído para a situação que vivo hoje. Mas se há coisa que a vida me ensinou ao longo dos meus 25 anos de vida, foi que se não formos à luta nunca sabemos se teríamos hipóteses ou não.
Ainda há bem pouco me encontrei numa situação como a tua. Será que vou levar tampa? Será que vou levar sim? Talvez fosse mau levar a dita tampa, mas também não é menos mau viver com os ses e então decidi perder os medos e avançar. Claro que levei a dita tampa, mas isso são pormenores :p O que é certo é que depois de eliminares as dúvidas saberás como deves seguir com a tua vida, mas até lá vais ter sempre essa dúvida a chatear-te a cabecinha.
Pensa que nós somos mais forte que qualquer medo, insegurança ou outra coisa qualquer. Há que lutar pela vida.
E pronto, chega de sermão de uma pessoa que diz diz mas que no fundo ainda não aceitou bem o que tenta que os outros façam, eheh
Beijoca


Comentar post

.Mais sobre mim

.Pesquisar...

 

.Novembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.Ando a ler...


Photobucket - Video and Image Hosting
.A Insustentável leveza do ser.

.O filme que me marcou...


Photobucket - Video and Image Hosting
.O fabuloso destino de Amélie.

.A música que me arrepia...


Photobucket - Video and Image Hosting
.U2 - One.
blogs SAPO

.subscrever feeds